Novas plataformas de difusão de conteúdos na área do turismo e património

Resultado de pesquisarevisão de pares

7 Transferências (Pure)

Resumo

A passagem de meios de comunicação tradicionais como os jornais para o universo digital tem sido sinónimo de uma crise prolongada, mas tem também significado o aparecimento de novas oportunidades para a construção e difusão de conteúdos jornalísticos. As marcas de informação têm ultrapassado as dificuldades segmentando a sua produção em novas plataformas que lhe permitem acrescentar valor à sua produção e ir ao encontro de novos públicos. Nessa busca de diversificação, o Jornal de Notícias, tem vindo a aumentar o seu portfolio com a edição de novas revistas, caso da Evasões ou da JN História, ou em publicações esporádicas como a edição de gravuras históricas ou o guia do caminho português de Santiago. Esta é uma aposta clara no património e no turismo, um setor em franco crescimento. A Organização Mundial do Turismo reportou, em 2012, pela primeira vez mais de mil milhões de viajantes internacionais, e prevê 1,8 mil milhões de viajantes em 2030 (UNWTO, 2019). Não sendo, na sua origem, empresas de cariz tecnológico, os jornais não estão especialmente dotados de recursos para elaborar as melhores soluções tecnológicas que lhes permitam competir num panorama digital em que as novidades são constantes e determinam a forma como a informação é partilhada e consumida. Têm, no entanto, do seu lado a matéria-prima (notícias, fotos, vídeo, arquivo) que representa, normalmente, o maior peso na coluna dos custos e estão já bem-adaptados para as técnicas e os ciclos de produção das novas plataformas. Com a generalização dos smartphones (Flosi, 2013) a forma de consumir informação alterou-se radicalmente, passando os utilizadores a usufruir de uma solução portátil para consumir conteúdos, acrescida de uma série de funcionalidades como uma câmara ou a georreferenciação. Adicionalmente, o consumo de conteúdos de nova geração, tais como conteúdos de realidade virtual (RV) e de realidade aumentada (RA), está em forte crescimento. Estes ambientes inovadores e respetivos conteúdos estão a afirmar-se como tendências para a próxima década: prevê-se que, em 2023, o mercado da RA esteja avaliado em 70 a 75 mil milhões de dólares, o mercado da RV em 30 mil milhões de dólares (Digi-Capital, 2019). Para satisfazer esta oportunidade de mercado, torna-se necessário desenvolver plataformas ágeis, que permitam difundir da melhor forma conteúdos de relevo, proporcionando experiências enriquecedoras para os utilizadores, aplicando potencialidades como a da realidade aumentada, a georreferenciação, a “gamificação” ou trabalhando novas formas de participação dos leitores, fotógrafos, vídeo amadores. O projeto CHIC – Cooperative Holistic View on Internet and Content, está a desenvolver, testar e demonstrar um conjunto alargado de novos processos, produtos e serviços com impacto significativo no setor do audiovisual e multimédia, mas que, pela sua natureza, terão efeito mobilizador claro noutros setores importantes da cultura tal como o património cultural, os arquivos, os livros e publicações ou as artes do espetáculo. No âmbito da atividade B.2 do projeto CHIC, dinamizada pelo Global Notícias em colaboração com U. Católica, Gema, FEUP, ISEP, está em desenvolvimento uma plataforma georreferenciada de realidade aumentada capaz de interligar e fidelizar diferentes fontes de informação e utilizadores, com o objetivo de fornecer uma aplicação capaz de gerar informação contextualizada sobre património e turismo, especificamente atribuída a um utilizador e a uma experiência em concreto. Esta aplicação deve permitir trabalhar e fornecer diferentes tipos de conteúdos, desde artigos (de texto) contextualizados até experiências de realidade virtual e mix reality. Dada a importância que a informação assume num projeto desta natureza, a plataforma visa permitir um processo de aproveitamento do arquivo do jornal de notícias bem como processos colaborativos que permitam aumentar a qualidade da notação e georreferenciação associadas a cada conteúdo.
Idioma originalPortuguese
Número de páginas4
Estado da publicaçãoPublicado - 2019
EventoCongresso internacional: repensar a imprensa no ecossistema digital - Braga
Duração: 3 jul 20195 jul 2019

Conferência

ConferênciaCongresso internacional
País/TerritórioPortugal
CidadeBraga
Período3/07/195/07/19

Keywords

  • Plataformas difusão
  • Aplicações móveis
  • Realidade aumentada

Citação