Novos paradigmas ecoteológicos em tempos de risco: ciência e ecologia em diálogo com a teologia

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

Este estudo identifica uma série de questões epistemológicas e fenomenológicas que convocam a ecologia e a teologia e que têm a ver com as experiências sistémicas de falência, desintegração e desmoronamento da vida quotidiana e da própria sobrevivência da vida no planeta terra, no século XXI. Procura discernir novos paradigmas com valor heurístico e operante nos processos de viragem civilizacional; novos paradigmas como lentes para melhor detetar-sentir-conhecer o planeta e a vida no planeta, numa linha de sobrevivência, de homeostasia e de salvação da realidade total. Tendo como "coerenciadores" os conceitos de Great Turning e Deep Incarnation, pretende sustentar a articulação do conceito de ecologia integral (Laudato Si') com a ecologia profunda (Arne Naess) e com as bases fundacionais do Cristianismo. Do diálogo com alguns elementos básicos da Neurobiologia resulta a identificação de uma eco-teologia-integral-profunda, que demonstra o seu caráter operatório no mundo de hoje e que compromete, de modo vinculativo, o humano com a Terra e com a boa governança da vida do ecossistema global.
Título traduzido da contribuiçãoNew ecotheological paradigms in times of risk: science and ecology in dialogue with theology
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)443-459
Número de páginas17
RevistaPerspectiva Teológica
Volume54
Número de emissão2
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 29 ago 2022

Keywords

  • Deep ecology
  • Great Turning
  • Integral ecology
  • New epistemologies
  • Sustainability

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Novos paradigmas ecoteológicos em tempos de risco: ciência e ecologia em diálogo com a teologia“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação