1 Transferências (Pure)

Resumo

O presente artigo pretende esboçar uma teologia da fé cristã, a partir da relação entre ato de fé e dinamismo de conversão. Se a conversão implica a orientação do ser humano para a sua verdade e para a verdade de todo o processo histórico-social, outro tanto pode ser dito do ato de fé. Partindo desse pressuposto, o autor elabora uma análise do ato de fé como constituição do sujeito e das relações sociais, por distinção em relação às pretensões modernas de auto-fundamentação e aos efeitos nihilistas da pós-modernidade. Assim sendo, a fé constitui um modo de fundamentação da identidade pessoal e social, a partir de um outro e para um outro. Daí resultam as incontornáveis dimensões teológica, eclesial e pragmático-social do ato de fé, sem as quais não seria autêntico dinamismo de conversão nem de salvação.
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)572-592
RevistaRevista Eclesiástica Brasileira
Volume67
Número de emissão267
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2007

Keywords

  • Ato de fé

Citação