O casal na perspectiva relacional-simbólica e a qualidade conjugal: uma análise conceptual e metodológica

Resultado de pesquisa

1 Transferências (Pure)

Resumo

Este trabalho aborda o casal de dois ângulos diferentes, o da Perspectiva Relacional- Simbólica e o dos estudos da Qualidade Conjugal, tendo como objectivos o confronto de conceitos apresentados nas duas formas de estudo, compreender de que forma se aproximam ou não, fazer uma reflexão crítica dos estudos da Qualidade Conjugal e apresentar o instrumento Entrevista Clínica Generacional, com potencial para ultrapassar grande parte dos problemas apontados aos estudos da Qualidade Conjugal. Conclui-se que a metodologia dos estudos da Qualidade Conjugal não se adequa ao estudo da família porque não têm em conta a relacionalidade, nem a forma como os cônjuges se influenciam mutuamente, nem as dinâmicas do casal, não permitindo a compreensão do casal na sua totalidade. Conclui-se que o instrumento apresentado tem respostas a vários problemas identificados, nomeadamente no que diz respeito à metodologia, na forma como leva a que o estudo seja efectivamente da família e não relacionado com a família e na questão da relacionalidade da família. Além disso, permite aceder a níveis de informação que os estudos da Qualidade Conjugal não conseguiram, nomeadamente a história progressiva e expectativas inconscientes, bem como levar a que o casal se confronte e possa fazer descobertas recíprocas.
Idioma originalPortuguese
QualificaçãoMaster of Philosophy
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
Supervisores/Consultores
  • Raguso, Fabrizia, Supervisor
Data do prémio30 jul 2012
Estado da publicaçãoPublished - 2012

Citação