O controlo das restrições estaduais às liberdades do mercado interno: a revelação da linguagem jurisprudencial

Resultado de pesquisa

Resumo

O estudo partiu da interpelação suscitada pela difícil tarefa que o Tribunal de Justiça da União Europeia tem em mãos quando chamado a garantir a eficácia do Direito da União, mantendo em simultâneo um diálogo permanente com os ordenamentos nacionais. O domínio material das liberdades do mercado interno revela-se um cenário particularmente favorável a esse diálogo. A obra avalia o modo como o Tribunal promove estas liberdades, elevando-as à categoria de direitos fundamentais, sem contudo deixar de levar em conta as opções políticas e legislativas dos Estados-Membros em áreas nas quais estes permanecem competentes. Superando a leitura estritamente económica das liberdades e adotando uma abordagem constitucional, a tese percorre os princípios do ordenamento jurídico europeu que contribuem para a flexibilização do controlo jurisprudencial, concluindo pela natureza marcadamente pluralista deste controlo.
Idioma originalPortuguese
Local da publicaçãoCoimbra
EditoraEdições Almedina
Número de páginas428
ISBN (impresso)9789724072937
Estado da publicaçãoPublicado - 2018

Citação