Orquestra geração de amarante: inclusão pela música

Ricardo Filipe Pinto de Oliveira, Bartolomeu Rodrigues, Levi Leonido

Resultado de pesquisa

Resumo

Este estudo debruça-se sobre o núcleo de tábuas votivas existente na “capela velha” do Santuário de Nosso Senhor Jesus do Calvário na freguesia de Parada de Pinhão. Este local encerra sobre si as condições necessárias para a implantação de um santuário cristológico: elevação e isolamento propício à meditação e intimidade. É um pequeno monte-sagrado, no "cimo " da povoação, coreograficamente o gólgota. Nesta capelinha eram guardadas, até algum tempo, penduradas na parede com argolas e pregos, 67 tábuas votivas e outros ex-votos. Os ex-votos foram aí colocadas, em cumprimento de promessas pelas graças concedidas pelo "Santo". Oferecidas em cumprimento de um voto ou promessa feita para obter uma graça. Com devoção, isto é, com vontade de servir a Deus, directa ou indirectamente, e subordinado à sua glória e beneplácito toda a vida. Os ex-votos são exemplo desta espontânea e popular prática religiosa. As tábuas, de forma rectangular e de medidas variáveis, pintadas a óleo, sobre madeira de castanho (material nobre, durável e excelente absorvente da tinta a óleo) talhada e polida com grosa; ou sobre chapa de ferro, com ou sem caixilho, eram mandadas pintar pela comissão, como assinalam algumas tábuas. Das que estão datadas, apenas consta o ano, remontando a primeira a 1852 e a última a 1865. São um exemplo de arte sacra popular; constituem uma fonte para o estudo da mentalidade religiosa na segunda metade do séc. XIX.
Idioma originalPortuguese
RevistaERAS
Volume9
Número de emissão4
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2018

Citação