Os jovens e a religião na sociedade actual: comportamentos, crenças, atitudes e valores no distrito de Braga

Resultado de pesquisa

Resumo

As sociedades ocidentais têm considerado, pelo menos nas últimas décadas, a juventude como um elemento motriz e dinamizador do processo de transformação social. É por isso vista, pela sociedade, como a impulsionadora da História, agente de reforma, de motivação, de esperança e, até mesmo, em alguns casos, como “sujeito revolucionário”. O certo é que os jovens, nos anos sessenta e setenta, determinaram uma importante função no desenvolvimento da modernização das estruturas sociais e, rompendo com as estruturas normativas dominantes em busca de outros espaços e canais alternativos, assumiram novos valores, novas condutas, marcando novos rumos e abrindo novas perspetivas. A geração jovem surge, nesta época, como mentora de importantes convulsões sociais. Exemplo disso é, já na década cinquenta, a chamada geração Beat, formada com jovens intelectuais que contestavam a falta de pensamento crítico e o exagerado consumismo; na década de sessenta e posteriormente a ela, surgem vários movimentos, estilos e comportamentos que modificaram inexoravelmente o modo de vida, destaca-se o Movimento pelos Direitos Civis; a proliferação de vários géneros musicais, como o iniciado com Elvis Presley; os inumeráveis protestos de rua, como o movimento estudantil de Maio de 68 ou a Primavera de Praga; enfim, em definitivo, a juventude surge, pela primeira vez, como um sujeito histórico com definições identitárias claras e não reduzida, como muitas vezes o foi, a um agregado populacional. Por esta função fortemente revigoradora e transformante da identidade social, a juventude constituiu-se como um objeto de estudo, nomeadamente para a sociologia empírica. Daí a proliferação de vários estudos sociológicos que têm a juventude como objeto de investigação, os quais nos proporcionam um conhecimento mais aprofundado das metamorfoses e das novas estruturas de sentido que se vêm desvelando na faixa etária juvenil e que nós, no decorrer deste trabalho, nos propomos analisar, mormente, os comportamentos, as crenças, as atitudes e os valores dos jovens na contemporaneidade.
Idioma originalPortuguese
Local da publicaçãoBraga
EditoraInstituto Português da Juventude
Número de páginas252
ISBN (impresso)9789729662959
Estado da publicaçãoPublicado - 2007

Keywords

  • Identidade
  • Novas estruturas de sentido
  • Comportamentos
  • Crenças
  • Atitudes
  • Valores
  • Formas sociais emergentes
  • Socialização

Citação