Os Maias do século XIX num filme do século XXI: recriação cinematográfica de João Botelho

Filomena Antunes Sobral*

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Sendo João Botelho um cineasta cuja constelação fílmica celebra um reencontro interpretativo com autores fundamentais da literatura portuguesa, não surpreende que a sua mais recente incursão cinéfila seja justamente pelo universo queirosiano com a adaptação para cinema do romance Os Maias. Neste sentido, o presente texto centra-se na análise da transmutação cinematográfica proposta por João Botelho (OS MAIAS, 2014) destacando a “atualidade” de um romance canônico, as suas características cinematografáveis e o caráter artificioso e operático-teatral desta adaptação literária. O texto evidencia o encontro com a obra, a sua releitura e apropriação num gesto de respeito pelo escritor e pelo romance e, simultaneamente, um propósito de emancipação artístico-autoral onde o artifício é realçado.
Título traduzido da contribuiçãoThe Maias, a nineteenth century novel in a twenty-first century film: a reinterpretation by the Portuguese director João Botelho
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)55-69
Número de páginas15
RevistaRevista de Letras
Volume55
Número de emissão1
Estado da publicaçãoPublished - 2015

Keywords

  • Os Maias
  • Eça de Queiroz
  • João Botelho
  • Cinema
  • Literatura
  • Adaptação

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Os Maias do século XIX num filme do século XXI: recriação cinematográfica de João Botelho“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação