Requintar as refeições na primeira metade do século XIX: as louças do tenente-general Luís Inácio Xavier Palmeirim

Resultado de pesquisa

1 Transferências (Pure)

Resumo

A relevância das porcelanas e de outras cerâmicas enquanto símbolo de estatuto social surge acompanhada pela posse de objectos de prataria e de vidros, enquadrando-se num contexto de refinamento de gestos e atitudes, facto que a sociedade oitocentista vivenciou com particular intensidade. Entre 1815 e 1817, o tenente-general Luís Inácio Xavier Palmeirim adquiriu um conjunto de aparelhos de mesa de jantar, cujo conhecimento nos é dado através de documentos minuciosos do seu arquivo. Neste contexto, salienta-se a encomenda em Macau de um serviço de mesa com várias centenas de peças, efectuada a partir do Rio de Janeiro. Realizada em duas fases, esta aquisição surge acompanhada por pormenores formais e decorativos das porcelanas, que a transformam numa fonte importante para o conhecimento do mercado asiático de bens de luxo neste primeiro quartel do século XIX.
Título traduzido da contribuiçãoOver-refining meals in the first half of the nineteenth century: the ceramics of Lieutenant General Luis Inácio Xavier Palmeirim
Idioma originalPortuguese
Título da publicação do anfitriãoPatrimónios alimentares de aquém e além-mar
EditoresJoaquim Pinheiro, Carmen Soares
Local da publicaçãoCoimbra
EditoraImprensa da Universidade de Coimbra
Páginas699-716
Número de páginas19
ISBN (eletrónico)9789892611914
ISBN (impresso)9789892611907
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2016

Keywords

  • Porcelana
  • Cerâmica
  • Século XIX
  • Tenente-general Palmeirim
  • Macau
  • Rio de Janeiro

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Requintar as refeições na primeira metade do século XIX: as louças do tenente-general Luís Inácio Xavier Palmeirim“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação