Público e privado: a religião entre a «saída» e a «entrada»

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

A chegada da democracia como forma de governo hegemónica veio actualizar a problematização da relação entre a religião e a política. Há contornos específicos dessa relação num contexto democrático que convém articular com as narrativas tradicionais em torno da modernidade enquanto «secularização», e também com as críticas mais recentes a que essas narrativas históricas passaram a estar sujeitas. A promessa inicial da democracia consistiu na superação definitiva das tensões que a relação entre religião e política suscitou. Mas cedo se percebeu que essa promessa não seria tão facilmente cumprida, como demonstra a discussão em curso nas várias democracias ocidentais sobre a presença do religioso no espaço público. As dificuldades começam logo na desapontante auto-evidência da fronteira entre o «espaço público» e o «domínio privado». Mas não terminam aqui.
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)257-283
Número de páginas27
RevistaDidaskalia
Volume43
Número de emissão1-2
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 1 jan 2013

Keywords

  • Democracia
  • Público
  • Privado
  • Secularização

Citação