Caracterização da desdentação parcial numa amostra populacional de uma Faculdade de Medicina Dentária

Ana Cristina Moreira Carneiro, André Ricardo Maia Correia*, José Carlos Reis Campos, Patrícia Fonseca, Pedro Mesquita, Maria Helena Figueiral

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Citação (Scopus)

Resumo

Objetivos: Caracterização da desdentação parcial de uma amostra de pacientes de uma clí-nica universitária de uma faculdade de Medicina Dentária.Métodos: Foram analisados os registos clínicos eletrónicos dos pacientes que frequenta-ram a Unidade Curricular de Prótese Removível IV nos anos letivos 2010/2011 e 2011/2012,caracterizando as seguintes variáveis: idade, sexo, profissão, número de dentes perdidos,classificação dos dentes perdidos, classificação da desdentação e tipo de prótese efetuada para a maxila e para a mandíbula. Efetuou-se uma análise estatística descritiva e testes de hipóteses com tabelas de contingência e o teste exacto de Fisher. Resultados: Obtiveram-se 573 registos clínicos eletrónicos (2010-2011: 260; 2011-2012: 313),dos quais se excluíram 177 por não cumprirem os critérios de inclusão (n = 396). Ao sexo feminino pertenciam 58,6% e ao sexo masculino 41,4%. A média de idades rondou os 60 anos. Os dentes mais perdidos foram os terceiros molares, seguidos dos primeiros molares e os menos perdidos os caninos inferiores. A classe de Kennedy mais frequente na maxila foi a classe iii (39,6%) e na mandíbula a classe i (35,1%). A classe iv foi a menos frequente em ambos os maxilares. Nos homens é mais frequente a classe i enquanto as classes ii, iiie iv são mais frequentes nas mulheres (p < 0,05).Conclusões: A perda dentária é principalmente posterior. As classes de Kennedy i (mandíbula)e iii (maxila) predominam e são, na sua maioria, reabilitadas com uma prótese removível acrílica. É fundamental melhorar a integração dos registos clínicos eletrónicos em ambiente universitário.© 2012 Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária. Publicado por Elsevier España, S.L. Todos os direitos reservados.∗Autor para correspondência.Correio eletrónico: acorreia@fmd.up.pt (A.R. Maia Correia).1646-2890/$ – see front matter © 2012 Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária. Publicado por Elsevier España, S.L. Todos os direitos reservados. http://dx.doi.org/10.1016/j.rpemd.2012.11.006
Título traduzido da contribuiçãoPatterns of partial edentulism in a dental school population
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)60-67
Número de páginas8
RevistaRevista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Volume54
Número de emissão2
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - abr 2013
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Perda de dente
  • Prevalência
  • Prótese dentária
  • Prótese parcial removivel
  • Reabilitação oral

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Caracterização da desdentação parcial numa amostra populacional de uma Faculdade de Medicina Dentária“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação