Pensar a documentação no âmbito da conservação da arte contemporânea

Resultado de pesquisa

14 Transferências (Pure)

Resumo

Pensar a documentação de arte contemporânea, é pensar de forma profunda na sua conservação. Não será possível conservar, sem antes percorrer um extenso caminho de aproximação à obra, sendo que esta aproximação é composta por diversas e distintas fases, intrincadas aos diferentes elementos e valores que compõem uma mesma obra. Documentar, será como tal, penetrar profundamente na linguagem artística, compreender os códigos, registar significados, formas, composições, transmitir através de diferentes meios e linguagens o visualizado, o interpretado, o reconhecido, o único. Uma unicidade presente na junção da materialidade e conceptualidade. Documentar é um ato e um processo. Documentar uma obra de arte contemporânea, poderá ser um ato complexo, limitado e limitativo; um processo dinâmico, desafiador e muito questionador. Documentar implica a participação ativa, direta e indireta, de diferentes intervenientes.
Título traduzido da contribuiçãoContemplating documentation in the field of conservation of contemporary art
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)1-4
Número de páginas4
RevistaPeriódico Permanente
Volume11
Número de emissão10
Estado da publicaçãoPublicado - 2023

Keywords

  • Arte contemporânea
  • Documentação
  • Ato
  • Processo
  • Intervenientes

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Pensar a documentação no âmbito da conservação da arte contemporânea“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação