Presença dos avós nos cuidados ao recém-nascido em uma perspectiva sistêmica de família

Ana Rebotim, Sílvia Caldeira, Ana Resende, Margarida Lourenço

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

A família é um mesossistema em que o bebê ou a criança se relaciona e interage, o que provoca uma construção como ser social e relacional. O nascimento de um bebê prematuro ou com alguma doença interrompe o processo de parentalidade e pode condicionar a transição para ela. Os avós, como membros do sistema, também são afetados por essa mudança e, consoante suas próprias experiências, afetam as respostas da família. A presença e a participação dos avós na unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN) são descritas como fatores facilitadores da integração do neonato ao sistema familiar. Sendo assim, os enfermeiros que atuam na saúde materna e neonatal, segundo a filosofia dos cuidados centrados no neonato e na família, devem promover e incentivar o envolvimento dos avós na integração do bebê ao sistema familiar.
Idioma originalPortuguese
Título da publicação do anfitriãoPROENF
Subtítulo da publicação do anfitriãoprograma de atualização em enfermagem obstétrica e neonatal
EditoraArtmed Panamericana Editora Ltda
Capítulo3
Páginas75-100
Número de páginas26
Volume2
ISBN (eletrónico)9786558485094
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2022

Keywords

  • Família
  • Parentalidade
  • Recém-nascido
  • RN
  • Terapia intensiva neonatal
  • Avós
  • Enfermagem

Citação