Promoção da cidadania: resultados em saúde

Andreia Silva da Costa, Joana Duarte, Gisele Câmara, Paulo Nogueira

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Introdução: Em Portugal, as doenças crónicas não transmissíveis, designadamente, as doenças do aparelho circulatório, os tumores malignos, as doenças respiratórias crónicas e a diabetes, constituem um dos maiores desafios para a saúde, representando a maior carga global das doenças, as principais causas de morte da população em geral e a principal causa de morte da população entre os 30 e os 69 anos. Desenvolvimento: As projeções da probabilidade de morrer pelas doenças não transmissíveis citadas, antes dos 70 anos, em Portugal até 2025, apontam para a possibilidade de um decréscimo. No entanto, para que se cumpra a meta da redução de 25% da mortalidade prematura até 2025, de acordo com o compromisso assumido na Assembleia Geral da Saúde em 2013, são necessárias medidas adicionais. Conclusões: A promoção da cidadania em saúde, conforme propõe o Plano Nacional de Saúde: revisão e extensão a 2020, é um caminho a seguir, e também um desígnio do Programa Nacional de Educação para a Saúde, Literacia e Autocuidados que pode trazer contributos importantes para alcançar as metas de saúde assumidas por Portugal.
Título traduzido da contribuiçãoCitizenship promotion: results in health
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)11-15
Número de páginas5
RevistaServir
Volume59
Número de emissão3
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 30 jun 2016
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Doenças crónicas
  • Literacia em saúde
  • Cidadania

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Promoção da cidadania: resultados em saúde“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação