A arte pública entre património e ideário. O itinerário artístico de Siah Armajani

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Siah Armajani (1939-) é um escultor de origem iraniana que ainda muito jovem emigrou para os EUA, onde empreendeu uma carreira artística, sediada em Minneapolis, no Minnesota. Para além de autor de uma vasta e reconhecida obra escultórica, Armajani é também um ensaísta, sendo autor do texto “Manifesto public sculpture in the context of american democracy” (Armajani, 1995), que acompanhou a exposição “Espaços de Leitura” que apresentou, em 1995, no Museu d’Art Contemporani de Barcelona (MACBA). O interesse da obra de Armajani decorre da mesma resultar de um inequívoco engagement a um ideário sócio-utópico-artístico que problematiza o estatuto do regime autoral, e que rejeita a autorreferencialidade da obra, circunstância rara no contexto da produção artística contemporânea. Esteticamente contemporânea, a obra de Armajani logra resolver um dos dilemas mais amargos da arte moderna e contemporânea, formulado por Arnold Schoenberg: “se é arte, não é para todos, e se é para todos não é arte” (Schoenberg, 1950, p. 124). Curiosamente, o ideário veiculado por Armajani não é em absoluto inédito. Em múltiplos aspetos o mesmo coincide com o do movimento em prol da arte pública que se formou na Bélgica, nos finais do século XIX, e que deu origem à organização de quatro congressos internacionais de arte pública, dois deles com participação portuguesa documentada, aspeto por onde se inicia o presente estudo.
Título traduzido da contribuiçãoPublic art between heritage and ideario. The artistic itinerary of Siah Armajani
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)101-125
Número de páginas25
RevistaRevista Lusófona de Estudos Culturais
Volume7
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 29 jun 2020

Keywords

  • Arte pública
  • Instituto Internacional de Arte Pública
  • Património
  • Siah Armajani
  • Manifesto

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “A arte pública entre património e ideário. O itinerário artístico de Siah Armajani“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação