Rádio Musical Privada em Portugal e Espanha: que diversidade na promoção da cultura?

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

O meio rádio foi sempre considerado um bom veículo de divulgação de iniciativas culturais, associando-se, muitas vezes, através de apoios institucionais a grandes eventos, sejam eles peças teatrais, filmes, concertos, festivais ou lançamentos de livros e discos. Sendo a partilha da agenda cultural mais comum nas rádios de tipo generalista ou de formato informativo, que investimento em termos de tempo de antena farão as rádios musicais na promoção da cultura? E de que forma comunicam e estão presentes nestes eventos? Se é certo que, atualmente se verifica nestas estações uma tendência generalizada para a promoção de música e de concertos de artistas predominantemente anglo-saxónicos ou que, não o sendo, optam por se expressar em inglês, será que Portugal e Espanha, países geograficamente muito próximos, seguem esta mesma inclinação? E quais serão as grandes diferenças na forma como apoiam a cultura nacional? Através da análise de duas semanas de audição dos programas da manhã das duas rádios musicais mais ouvidas em Portugal e Espanha – Manhãs da Comercial e Anda Ya, da estação Los 40 Principales – irá proceder-se a um estudo comparativo sobre o peso que cada uma das emissões, transmitidas em estações de rádio privadas, atribui à divulgação cultural de acontecimentos do seu país, nomeadamente que valor dão à produção e artistas nacionais, de modo a poder aferir-se se existe uma verdadeira promoção da diversidade cultural em rádios privadas de formato musical.
Idioma originalUndefined/Unknown
Estado da publicaçãoPublicado - set. 2018

Citação