Relação entre morbilidade psicológica, variáveis sociodemográficas e clínicas, perceção de intimidade relacional, satisfação conjugal e preocupações sentidas durante a gravidez

Eva Castanheira, Paulo Correia, Eleonora C. V. Costa

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

Objetivos: Avaliar a relação entre variáveis sociodemográficas e clínicas, perceção de intimidade relacional, satisfação conjugal, preocupações sentidas durante a gravidez e morbilidade psicológica (ansiedade, depressão e stress).Tipo de estudo: Observacional, transversal.Local: ACeS da zona norte do País (Barcelos/Esposende – ACeS Cávado III).População: Grávidas no segundo e terceiro trimestres de gravidez.Métodos: A amostra foi recolhida nas sessões de preparação para o parto efetuadas no ACeS Cávado III, tendo as utentes respondido a um questionário.Resultados: Maiores preocupações associam-se a maior morbilidade psicológica, menor perceção de intimidade relacional e satisfação conjugal associam-se a maior morbilidade psicológica. A perceção de intimidade relacional relacionou-se positivamente com a satisfação conjugal e negativamente com as preocupações.Conclusões: A gravidez pode comportar consideráveis riscos para a saúde mental da mulher.
Título traduzido da contribuiçãoRelationship between psychological morbidity, sociodemographic and clinical variables, lack of relational intimacy, marital satisfaction and concerns experienced during pregnancy
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)334-344
Número de páginas11
RevistaRevista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
Volume33
Número de emissão5
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 1 set 2017

Keywords

  • Gravidez
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Stress

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Relação entre morbilidade psicológica, variáveis sociodemográficas e clínicas, perceção de intimidade relacional, satisfação conjugal e preocupações sentidas durante a gravidez“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação