(Re)ler o passado / (re)escrever o futuro: literatura digital e património imaterial

Diogo Marques, Ana Gago

Resultado de pesquisarevisão de pares

3 Transferências (Pure)

Resumo

Partindo da contextualização da Literatura Digital em Portugal, enquanto herdeira do Experimentalismo praticado pelo movimento PO.EX – isto é, uma literatura em mutação e assente numa tipologia de constrangimentos muito própria –, no presente artigo propomo-nos dar conta do potencial de (re)criação artística e literária da Ciberliteratura portuguesa, na (re)transmissão das narrativas populares de base oral entendidas como manifestações do património imaterial (literário) português. Através da exploração de processos combinatórios e gerativos de escrileitura, analisam-se exemplos de autores e obras de literatura digital enquadráveis numa estratégia de educação patrimonial participativa à luz da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial.
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)87-103
Número de páginas17
RevistaMATLIT: Materialidades da Literatura
Volume8
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 28 out 2020

Keywords

  • Ciberliteratura
  • Experimentalismo
  • Literatura digital
  • Património imaterial
  • Narrativas populares

Citação