RTP e relações de poder: de Durão Barroso a Passos Coelho

Resultado de pesquisa

3 Transferências (Pure)

Resumo

Ancorada na Economia Política dos Media, a investigação que ora se apresenta incide sobre a evolução do modelo de serviço público de media em Portugal, no período compreendido entre 2002 e 2014. Desenvolve-se uma reflexão sobre as opções políticas e as relações de poder que se estabelecem entre os diversos protagonistas dos campos político, regulatório, dos media e da sociedade civil relativamente à definição do âmbito da missão, financiamento e modelo de governação do operador de serviço público RTP. O intervalo temporal selecionado justifica-se pelo facto de o operador público RTP, nesse período, ser confrontado com dois processos de reestruturação, ambos sob a égide de governos de centro-direita, intervalados por um ciclo governativo do Partido Socialista. Num primeiro momento, nos anos de 2002 e 2003, durante o XV Governo Constitucional, presidido por Durão Barroso, ocorre a alteração do modelo de organização e de financiamento do serviço público. Posteriormente, em 2011, com o XIX Governo Constitucional, sob a liderança de Passos Coelho, evolui-se da intenção de privatizar parcialmente o serviço público para a redefinição do modelo de financiamento e de governação da RTP.
Idioma originalPortuguese
Local da publicaçãoLisboa
EditoraUniversidade Católica Editora
Número de páginas240
Edição1
ISBN (impresso)9789725409398, 9789725409404
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - mai. 2023

Série de publicação

NomeECC – Estudos de Comunicação e Cultura / Media, Technology, Context

Citação