Programa de auto alongamento no desempenho musical de estudantes de violino

Resultado de pesquisarevisão de pares

11 Transferências (Pure)

Resumo

Esse estudo tenta convencer os instrumentistas profissionais de orquestra sinfônico que a prevenção, além de ser benéfica para o corpo, poderia também melhorar o controlo motor, por tanta a afinação, e a produção sonora. No Violino, não tem indicação da posição do dedo sobre o braço do instrumento, como na guitarra por exemplo...A boa posição para tocar uma nota afinada depende do controle motor e do treinamento. A produção sonora, a riqueza do timbre, depende do número de harmónicos que o instrumentista e capaz de produzir com o bom controlo do arco, da pressão exercida, do vibrato da mão esquerda, e da maneira de segurar seu instrumento, enfim todos esses elementos dependem do controle muscular. Um grupo de 12 instrumentistas foi submetido a um treinamento de alongamentos adaptados, utilizando uma colocação em tensão dos elementos distais associada a uma tensão central fornecida pela tensão do diafragma em apneia inspiratória. Os resultados estatísticos não evidenciaram uma nítida modificação, mais a autoavaliação dos instrumentistas, um mês após o início, e mais que um ano depois, deixa pensar que essa via de pesquisa é promissora, e que um estudo futuro deveria ser feito com mais instrumentistas.
Título traduzido da contribuiçãoSelf-strength program in musical performance of violin students
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)1-18
Número de páginas18
RevistaERAS
Volume9
Número de emissão3
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 30 jul. 2018

Keywords

  • Prevenção
  • Produção sonora
  • Rotina de prática sadia
  • Violino
  • Controle motor
  • Benefício musical

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Programa de auto alongamento no desempenho musical de estudantes de violino“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação