Movimentos e mobilizações sociais: originalidade e desafios

Eduardo Duque, António Calheiros

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

A crise na União Europeia e os programas de austeridade subsequentes fizeram emergir uma miríade de movimentos sociais, diversos na sua natureza e nos seus propósitos. O que se pretende aferir neste artigo é a relação e a conexão existentes entre o Estado, o poder económico, a sociedade civil e os movimentos sociais neste contexto específico de crise. Procuraremos, nesta breve abordagem, explanar alguns elementos de originalidade intrínsecos aos movimentos sociais hodiernos, patentes na sua forma de participação e organização, assim como aplicar estas questões teóricas relevantes ao contexto português. A parte empírica, dada a escassez de estudos de caso existentes, será apoiada no último inquérito do European Social Survey, de 2012. Analisando um conjunto de perguntas aí explícitas, podemos compreender, de forma indirecta, algumas das dinâmicas que caracterizam estes movimentos.
Título traduzido da contribuiçãoSocial movements and mobilizations: originality and challenges
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)170-186
RevistaPopulação e Sociedade
Volume27
Estado da publicaçãoPublicado - jun 2017

Keywords

  • Estado
  • Globalização
  • Democracia
  • Poder económico
  • Movimentos sociais

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Movimentos e mobilizações sociais: originalidade e desafios“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação