Tackling harm reduction, human rights and drug uses on recreational environments: tensions, potentialities and learnings from the kosmicare project (Portugal)

Mónica Soares, Maria Carmo Carvalho, Mónica Valbom, Tânia Rodrigues

Resultado de pesquisarevisão de pares

3 Citações (Scopus)
8 Transferências (Pure)

Resumo

O presente texto está organizado em quatro secções de discussão. Em primeiro lugar, discute-se a lei portuguesa de descriminalização do uso de drogas e a sua função na abordagem da redução de riscos. A segunda parte discute os significados tipicamente atribuídos ao ‘HR double’, geralmente ancorados em usos de drogas problemáticos. A terceira parte enfatiza a necessidade de tomar em linha de conta as especificidades dos usos de drogas em contextos de lazer, seus consumidores e ambientes. Assim, este trabalho privilegia a experiência do Projeto Kosmicare no Boom Festival, que combina princípios de redução de riscos, de intervenção em crise e da abordagem de Grof. A quarta secção é desenvolvida a partir do projeto em si e da ideia de normalização de usos de drogas, de modo a reconhecer e a discutir as potencialidades, tensões e limitações destas contribuições quando se trata de analisar e construir uma versão forte do ‘HR double’.
Idioma originalEnglish
Páginas (de-até)3-23
Número de páginas21
RevistaRevista Crítica de Ciências Sociais
Número de emissão112
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - mai. 2017

Keywords

  • Descriminalização
  • Direitos humanos
  • Políticas de drogas
  • Redução de riscos
  • Usos de drogas
  • Contextos de lazer

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Tackling harm reduction, human rights and drug uses on recreational environments: tensions, potentialities and learnings from the kosmicare project (Portugal)“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação