A autoeficácia dos professores para a implementação de práticas inclusivas: contributos para uma reflexão sobre a inclusão educativa

Paulo C. Dias*

*Autor correspondente para este trabalho

Resultado de pesquisarevisão de pares

3 Citações (Scopus)
1 Transferências (Pure)

Resumo

Nos últimos anos, muito mudou em termos de legislação e de práticas para uma escola inclusiva, na preparação das escolas e no desenvolvimento profissional dos docentes. Contudo, é menor a investigação centrada sobre as práticas inclusivas e o sentido de preparação dos professores para uma verdadeira inclusão educativa. Com o presente trabalho pretendemos avaliar a perceção dos professores sobre a sua competência na implementação de práticas inclusivas através da adaptação de uma escala, com 153 docentes do ensino regular e da educação especial. Os resultados permitiram encontrar uma boa estrutura fatorial e fidelidade da escala. Foram encontradas diferenças em função de variáveis pessoais como o género, idade ou habilitações literárias, variáveis profissionais como o tempo de serviço e situação contratual, assim como formação e experiência pessoal com crianças com necessidades especiais. Os resultados são discutidos e as suas implicações para o desenvolvimento profissional docente e para a investigação no âmbito da educação inclusiva.
Título traduzido da contribuiçãoTeachers' self-efficacy toward the implementation of inclusive practices: contributions for a reflection about school inclusion
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)7-25
Número de páginas19
RevistaEnsaio
Volume25
Número de emissão94
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 2017

Keywords

  • Inclusão
  • Autoeficácia
  • Professores
  • Instrumento

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “A autoeficácia dos professores para a implementação de práticas inclusivas: contributos para uma reflexão sobre a inclusão educativa“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação