Terrorismo na aviação civil: perspectivas para uma estratégia europeia de segurança aérea

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

Os ataques de 11 de setembro de 2001 impuseram um novo olhar sobre a ameaça terrorista contra a aviação civil e evidenciaram a vulnerabilidade da segurança aérea europeia pela inexistência de uma política comum nesse setor. A União Europeia desenvolveu, desde então, a prevenção do terrorismo e a proteção dos transportes (entendidos como infraestruturas críticas) através da ampliação do quadro normativo comunitário e da arquitetura institucional, securitizando assim o multifacetado setor da aviação civil. Este artigo pretende, numa primeira parte, analisar a evolução da segurança aérea enquadrando as ameaças, a dinâmica global e a arquitetura institucional europeia da aviação; e numa segunda parte, questionar, com base nos desafios para a segurança da aviação, da necessidade de uma Estratégia Europeia de Segurança Aérea.
Título traduzido da contribuiçãoTerrorism in civil aviation: perspectives for a European strategy of aviation security
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)118-141
Número de páginas24
RevistaNação e Defesa
Número de emissão137
Estado da publicaçãoPublished - 2014

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Terrorismo na aviação civil: perspectivas para uma estratégia europeia de segurança aérea“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação