As contradições da temporalidade pós-moderna, à luz da pandemia do novo coronavírus

Eduardo Jorge Duque, José Durán Vázquez

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Neste artigo reflete-se sobre o quanto vivemos numa época de crescente complexidade, que parecia já ter superado todos os problemas, dada a segurança que a confiança nos processos científicos e tecnológicos parecia ter-nos devolvido. Mas quando estes processos, como agora acontece na pandemia de Coronavírus, mostram a sua fragilidade, eles revelam-nos, como nunca tinha acontecido, as suas debilidades. Fraquezas essas que resultam de depositar todo o valor objetivo nesses processos, acreditando que neles estava a capacidade de nos redimir de todos os nossos males. O correr atrás da inovação e do sucesso a todo o custo, sem ética, sem respeito pela natureza e pelos outros, sem consideração pelo passado e sem nele ancorar o futuro, reduz a estabilidade e a segurança estrutural das sociedades e dos indivíduos que as compõem.
Título traduzido da contribuiçãoThe contradictions of post-modern temporality in the light of the new coronavirus pandemic
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)1713-1729
Número de páginas17
RevistaRevista Ibero-Americana de Estudos em Educação
Volume16
Número de emissão3
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 1 jul 2021

Keywords

  • Tempo
  • Temporalidades
  • Mudança social
  • Pandemia
  • COVID-19

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “As contradições da temporalidade pós-moderna, à luz da pandemia do novo coronavírus“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação