A importância dos registos de autoridade arquivística nos arquivos de família: estudo de caso do Arquivo Almada e Lencastre Bastos

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

Pretende-se com este estudo refletir sobre a importância da descrição arquivística de entidades produtoras, nomeadamente na construção de registos de autoridade arquivística (RAA) de pessoas singulares e famílias, quando se pretende descrever arquivos de família. Esta prática, que tem por objetivo uniformizar e facilitar o acesso aos fundos documentais, é baseada em normas internacionais e nacionais, permitindo a troca de dados entre entidades detentoras de arquivos. A disponibilização de aplicações informáticas de descrição arquivística, gratuitas, como o ICA- AtoM, viabilizam não só a descrição, mas também uma maior difusão de fundos documentais, nomeadamente arquivos de família à guarda de entidades privadas ou públicas, como o “Arquivo Almada e Lencastre Bastos”.
Título traduzido da contribuiçãoThe importance of archival authority records in family archives: the Almada e Lencastre Bastos archive - a practical case
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)451-493
Número de páginas43
RevistaBoletim do Arquivo da Universidade de Coimbra
Volume30
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 30 ago. 2017
Publicado externamenteSim

Keywords

  • Registos de autoridade
  • Arquivos de família
  • ICA - AtoM
  • Descrição arquivística

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “A importância dos registos de autoridade arquivística nos arquivos de família: estudo de caso do Arquivo Almada e Lencastre Bastos“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação