The Lusitanian Episcopate in the 4th : Priscillian of Ávila and Tensions Between. In e-Journal of Portuguese History. 4:2 (2006) 13p.

Resultado de pesquisarevisão de pares

4 Transferências (Pure)

Resumo



O presente artigo versa sobre Prisciliano de Ávila e as tensões no seio do episcopado da Lusitânia, região situada a sudoeste da Península Ibérica, no século IV. Este trabalho não pretende ser uma análise exaustiva do priscilianismo mas antes um ponto de partida para o conhecimento da acção concreta do bispo de Ávila no processo de cristianização peninsular. A sua acção é, aliás, importante para compreendermos o processo de cristianização e o debate ortodoxia/heterodoxia na Antiguidade tardia, bem como a complexidade de um período que contraria toda a simplificação arbitrária e se revela como um tempo de oposições e confrontos, apesar da procura persistente de unidade por parte do episcopado. Num contexto de “constantinisação” progressiva da Igreja, no século IV, o bispo torna-se uma figura central cuja acção revela de forma ímpar as medidas de coacção exercidas pelo poder secular durante a difusão do cristianismo. O confronto entre comunidades cristãs rivais – priscilianista e católico niceana – revelam não só uma faceta do discurso cristão na sua relação com o poder civil mas também os laços estreitos que uniam o cristianismo e a alta hierarquia do Império na Cidade antiga, assim como o carácter militante no anúncio do Kerigma.
Idioma originalEnglish
Número de páginas13
RevistaE-Journal of Portuguese History
Volume4
Número de emissão2
Estado da publicaçãoPublicado - 2006

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “The Lusitanian Episcopate in the 4th : Priscillian of Ávila and Tensions Between. In e-Journal of Portuguese History. 4:2 (2006) 13p.“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação