Teologia e ética no pensamento português

Jorge Teixeira da Cunha

Resultado de pesquisarevisão de pares

Resumo

O texto pretende mostrar como a afirmação de uma ética racional na universidade portuguesa, a partir do séc. XVI, foi um caminho aberto pela teologia e que co-existiu pacificamente com ela durante dois séculos. A partir da reforma pombalina, porém, houve uma duplicação de vias. Por influência do empirismo e do positivismo, a cultura dominante separou a ética da teologia. Porém, houve outra via da cultura, menos visível, que manteve a abertura da ética ao religioso, como se mostra na obra de Amorim Viana e Newton de Macedo.
Título traduzido da contribuiçãoTheology and ethics in Portuguese thought
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)95-113
Número de páginas19
RevistaEphata
Volume3
Número de emissão1
DOIs
Estado da publicaçãoPublished - 15 jun 2021

Keywords

  • Modernidade em Portugal
  • Teologia
  • Ética
  • Verney
  • Amorim Viana
  • Newton de Macedo

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Teologia e ética no pensamento português“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação