Três histórias, três memórias: casos clínicos do hospital de alienados do Conde de Ferreira no final do século XIX

Luís Sá, Analisa Lia Silva Candeias, Alexandra Esteves

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Transferências (Pure)

Resumo

A 24 de março de 1883 foi inaugurado, no Porto, o Hospital de Alienados do Conde de Ferreira, por indicação testamentária de Joaquim Ferreira dos Santos. Este hospital foi o primeiro hospital psiquiátrico a ser construído de raiz em Portugal, encontrando-se na vanguarda da assistência aos alienados, e beneficiou do médico António Maria de Sena como diretor clínico. O objetivo deste trabalho passa por apresentar três casos clínicos de alienadas que foram internadas voluntariamente no Hospital de Alienados do Conde de Ferreira, aquando a sua inauguração. São três histórias e três memórias: Júlia Rosa, de dezassete anos, casada e meretriz; Rosa Corrêa, de cinquenta e dois anos, viúva e natural da Régua; e Francisca Thereza de Jesus, de quarenta e dois anos, solteira e criada de servir. Foram três casos clínicos com diferentes caraterísticas, embora apresentando analogamente sintomatologia de delírio, comum a alguns alienados admitidos à época no Hospital.
Idioma originalPortuguese
Título da publicação do anfitriãoHistória interdisciplinar da loucura, psiquiatria e saúde mental
EditoresAna Leonor Pereira, João Rui Pita
Local da publicaçãoCoimbra
EditoraUniversidade de Coimbra
Páginas285-291
Número de páginas7
ISBN (impresso)9789895453719
Estado da publicaçãoPublicado - 2020

Keywords

  • História da psiquiatria
  • Alienado
  • Hospital

Citação