Três histórias, três memórias: casos clínicos do hospital de alienados do Conde de Ferreira no final do século XIX

Luís Sá, Analisa Lia Silva Candeias, Alexandra Esteves

Resultado de pesquisarevisão de pares

11 Transferências (Pure)

Resumo

A 24 de março de 1883 foi inaugurado, no Porto, o Hospital de Alienados do Conde de Ferreira, por indicação testamentária de Joaquim Ferreira dos Santos. Este hospital foi o primeiro hospital psiquiátrico a ser construído de raiz em Portugal, encontrando-se na vanguarda da assistência aos alienados, e beneficiou do médico António Maria de Sena como diretor clínico. O objetivo deste trabalho passa por apresentar três casos clínicos de alienadas que foram internadas voluntariamente no Hospital de Alienados do Conde de Ferreira, aquando a sua inauguração. São três histórias e três memórias: Júlia Rosa, de dezassete anos, casada e meretriz; Rosa Corrêa, de cinquenta e dois anos, viúva e natural da Régua; e Francisca Thereza de Jesus, de quarenta e dois anos, solteira e criada de servir. Foram três casos clínicos com diferentes caraterísticas, embora apresentando analogamente sintomatologia de delírio, comum a alguns alienados admitidos à época no Hospital.
Idioma originalPortuguese
Título da publicação do anfitriãoHistória interdisciplinar da loucura, psiquiatria e saúde mental
EditoresAna Leonor Pereira, João Rui Pita
Local da publicaçãoCoimbra
EditoraUniversidade de Coimbra
Páginas285-291
Número de páginas7
ISBN (impresso)9789895453719
Estado da publicaçãoPublicado - 2020

Keywords

  • História da psiquiatria
  • Alienado
  • Hospital

Citação