Uma metodologia de documentação gráfica para uma obra de arte contemporânea: o banco de jardim de Júlio Resende do edifício Parnaso (Porto)

Resultado de pesquisarevisão de pares

1 Citação (Scopus)
7 Transferências (Pure)

Resumo

O presente artigo visa abordar algumas soluções para o problema de documentação gráfica 2D e 3D em projetos de conservação e restauro e em objetos de arte contemporânea. Escolheu-se como caso de estudo o banco de jardim da autoria de Júlio Resende no edifício Parnaso, situado na cidade do Porto. Pretendeu-se, com a conjugação de alguns sistemas de representação, recolher um conjunto exaustivo de informações que possibilitassem a caracterização do objeto, assim como estabelecer a relação de aplicabilidade da metodologia de documentação às questões específicas da obra, com destaque para o apoio na definição de critérios e métodos de intervenção e, con-sequentemente, apresentar uma metodologia de documentação para a arte contemporânea. Partindo destas premissas, será abordado o levantamento de formas distintas, por meio do registo gráfico 2D, fotogrametria e computação gráfica 3D.
Título traduzido da contribuiçãoA graphical documentation methodology for a contemporary artwork: Júlio Resende's garden bench of the Parnaso building in Oporto
Idioma originalPortuguese
Páginas (de-até)93-102
Número de páginas10
RevistaConservar Patrimonio
Número de emissão27
DOIs
Estado da publicaçãoPublicado - 2018

Keywords

  • Arte contemporânea
  • Conservação
  • Documentação gráfica
  • Tecnologias digitais
  • Fotogrametria
  • Computação gráfica

Impressão digital

Mergulhe nos tópicos de investigação de “Uma metodologia de documentação gráfica para uma obra de arte contemporânea: o banco de jardim de Júlio Resende do edifício Parnaso (Porto)“. Em conjunto formam uma impressão digital única.

Citação