Ação do quitosano, própolis e aloé vera na desinfeção em endodontia
: revisão sistemática da literatura

  • Carolina Quintas Franco (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Introdução: Em endodontia, estirpes resistentes como Candida albicans e Enterococcus faecalis, são cada vez mais colonizadoras dos canais radiculares. O hipoclorito de sódio é o irrigante mais utilizado na desinfeção dos canais, no entanto apresenta algumas limitações. Deste modo, tem vindo a surgir na literatura novos produtos naturais como possíveis alternativas ou coadjuvantes dos produtos já comummente utilizados, para que seja possível alcançar melhores resultados na desinfeção dos canais radiculares. Objetivos: Analisar, na literatura, evidência científica sobre a eficácia de compostos naturais como Própolis, Aloé Vera e Quitosano, na desinfeção canalar e na eliminação de Enterococcus faecalis e Candida albicans, comparando com o hipoclorito de sódio. Materiais e métodos: Foi realizada uma pesquisa nas bases de dados Medline/PubMed®, Cochrane Library e Web of Science®, até março de 2021, utilizando diferentes termos de pesquisa. Da pesquisa obtida, foram selecionados os artigos que seriam importantes para ler na integra. Posteriormente os dados relevantes foram colocados em forma de tabela, de forma a serem analisados. Resultados: Dos 14 artigos incluídos neste estudo, em 2, o quitosano apresentou uma maior eficácia do que o hipoclorito de sódio na eliminação de Enterococcus faecalis. Apenas 1 artigo não encontrou diferenças significativas entre o hipoclorito de sódio e o quitosano na redução de microrganismos. Em todos os outros artigos, o hipoclorito de sódio apresentou uma eficácia superior. Conclusão: O hipoclorito de sódio foi, na maioria dos estudos, a substância mais eficaz na desinfeção dos canais radiculares. Contudo, os produtos naturais analisados também apresentaram alguma eficácia ao nível da eliminação de microrganismos, concluindo assim que, apesar de não serem tão eficazes, podem ser utilizados como substâncias coadjuvantes àquelas já atualmente utilizadas. Mais estudos serão necessários para analisar outros produtos naturais que possam servir como desinfetantes endodônticos.
Data do prémio27 jul 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorRita Noites (Supervisor) & Miguel Cardoso (Co-Orientador)

Keywords

  • Endodontia
  • Desinfeção
  • Própolis
  • Quitosano
  • Aloé Vera

Designação

  • Mestrado em Medicina Dentária

Citação

'