A aprendizagem e serviço como contributo para a educação integral
: Projeto Sorrisos Especiais

  • Maria Beatriz Rocha Amaral Lima Rodrigues (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Introdução: Os pacientes com incapacidade apresentam um elevado risco e prevalência de doenças na cavidade oral, enfrentando inúmeras barreiras no acesso ao atendimento médico-dentário. Tendo em conta esta premissa, surgiu o projeto “Sorrisos Especiais” em que através da metodologia Aprendizagem-Serviço os alunos prestam um serviço à comunidade, ao mesmo tempo em que colocam em prática todos os conhecimentos adquiridos ao longo do curso.
Objetivos: Avaliar e quantificar a tipologia de tratamentos médico-dentários realizados em pacientes com incapacidade; determinar a influência desta experiência ApS nas atitudes dos alunos face às pessoas com incapacidade e avaliar a percepção deste projeto na ótica dos cuidadores formais. Materiais e Métodos: Realizou-se um estudo observacional descritivo transversal. Foi aplicado um questionário aos alunos e outro aos cuidadores, sendo ainda realizado um levantamento dos tratamentos médico-dentários realizados. Os dados recolhidos foram tratados estatisticamente através do software SPSS versão 25.0. Resultados: Foram realizados 111 diagnósticos clínicos, 132 destartarizações, 129 restaurações, 120 extrações, 25 tratamentos protéticos, 24 endodontias, 16 aplicações de flúor e 6 aplicações de selantes, num total de 563 tratamentos médico-dentários. A alteração de atitudes dos estudantes face às pessoas com incapacidade foi positiva, ainda que pouco expressiva e sem significância estatística. Os cuidadores ficaram muito ou totalmente satisfeitos com o projeto, evidenciando como pontos positivos a motivação, a gentileza, o cuidado na explicação técnica, a resiliência, o acompanhamento contínuo e a gratuitidade das consultas. Como aspetos a melhorar salientaram o aumento da formação em pacientes invisuais, os horários e o registo informatizado da informação clínica. Conclusão: Verifica-se uma elevada prevalência de necessidades médico-dentárias nos pacientes com incapacidades. A ApS constituiu-se como uma ferramenta de inovação pedagógica fundamental na formação técnica e social dos alunos, ao mesmo tempo que contribuiu para a saúde oral e qualidade de vida de uma população tão vulnerável.
Data do prémio21 jul. 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorPatrícia Couto (Supervisor), Maria José Correia (Co-Orientador) & Nélio Jorge Veiga (Co-Orientador)

Keywords

  • Pacientes com incapacidades
  • Aprendizagem-serviço
  • Projeto “Sorrisos Especiais”
  • Cuidadores

Designação

  • Mestrado em Medicina Dentária

Citação

'