A construção da identidade e as dinâmicas relacionais entre padrasto e enteado numa família recomposta

  • Sónia Marta Vilaça Araújo Costa (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

As famílias recompostas podem ser definidas como famílias em que pelo menos um dos cônjuges é padrasto ou madrasta do filho(s) do actual companheiro(a). Esta investigação tem como objectivo perceber como é construída a identidade e as dinâmicas relacionais entre padrasto e enteado numa família recomposta, através de um estudo de caso instrumental de natureza qualitativa. Foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas, aplicadas ao casal, ao enteado e aos avós da família reconstituída. Foi aplicado o Remarriage Belief Inventory (Higginbotham & Adler-Baeder, 2008), o Stepparent Role Strain Index (Fellmann, Galán, Roque & Galán, 2008), a La Duppia Luna (Greco, 1999) e o Ecomapa (Hartman, 1978). Neste trabalho iremos detalhar os resultados da aplicação do Stepparent Role Strain Index (Fellmann, Galán, Roque & Galán, 2008). Os principais resultados mostram-nos que na construção do casal recomposto existe a interferência entre o subsistema conjugal e filial. Apesar de existir uma dimensão afectiva, relacional e ética verificam-se dificuldades na relação. Para além disso, observa-se a presença de idealizações e expectativas da nova união. Na construção do papel do padrasto e a construção da relação entre padrasto e enteado, destaca-se a centralidade da figura materna e a importância do factor tempo.
Data do prémioout. 2012
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorArmanda Gonçalves (Supervisor)

Keywords

  • Identidade
  • Dinâmicas relacionais nas famílias reconstituídas

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'