A construção social do bem comum como fundamento do cuidado do outro.

  • Maria Aurora Silvério Abreu (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A Doutrina Social da Igreja apesenta o bem comum como um dos seus princípios permanentes, com base na conceção da dignidade e da igualdade de todos os seres humanos. Trata-se de um conjunto de bens e condições de vida que permitem a cada pessoa ou grupo viver dignamente. Entre os bens tidos como essenciais para garantir as condições mínimas de sobrevivência destaca-se a alimentação, considerada pela Organização das Nações Unidascomo um Direito Humano. Quando se dá atenção ao outro, que não tem o mínimo para viver, e se partilham com ele alimentos e outros bens essenciais, então, está a colocar-se em prática «A Partilha do Pão», tema da Unidade Letiva do 6º Ano de EMRC, que norteou este Relatório Final da Prática de Ensino Supervisionada. Na cultura e tradição portuguesa, o pão tem um sentido simbólico que supera a matéria natural, pois significa tudo o que é preciso para se poder viver. Deste modo, ao refletirmos sobre os atos de partilha do pão, no horizonte dos conteúdos e ações de ensino e aprendizagem desenvolvidos, abrangemos também outros bens básicos e essenciais que, uma vez partilhados com quem os não tem, são fundamento do cuidado do outro e contribuem para a construção do bem comum.
Data do prémio17 out. 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorMaria Isabel Pereira Varanda (Supervisor)

Keywords

  • Bem comum
  • Ética
  • Cuidado
  • Alteridade
  • Solidariedade
  • Partilha
  • Pão
  • Educação
  • EMRC

Designação

  • Mestrado em Ciências Religiosas

Citação

'