A difícil arte de ser professor

  • Marília da Conceição Vieira Santinha Rodrigues (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A elaboração do presente relatório crítico surge no âmbito do Mestrado em Ciências da Educação – Especialização em Supervisão Pedagógica e Avaliação de Docentes. Procurei fazer um enquadramento teórico, apresentando os contributos de diversos especialistas na matéria, para percebermos a importância dada na literatura relativamente ao tema em destaque. O papel da escola e dos seus agentes alterou-se profundamente nos últimos anos, fruto, provavelmente, de uma sociedade complexa, uma sociedade claramente capitalista, mas que, neste momento, se encontra em crise. A avaliação docente passou a fazer parte de debates públicos, ocupando espaço na comunicação social, pois o professor passou a ser avaliado, o que deu origem a várias polémicas e a ausência de consensos. Deste modo, é dado especial enfoque à Avaliação de Desempenho Docente, aos modelos implementados, aos constrangimentos sentidos. Foi um tema que motivou bastantes debates e gerou muitos conflitos no interior da escola, passando a existir um clima pouco saudável. Os docentes tiveram que se adaptar a novos modelos e a novas formas de estar no seu local de trabalho. Consequentemente, surgiram muitas dúvidas, nomeadamente, sobre os termos supervisão, avaliação e classificação. Confrontados com estes termos, o maior leigo remetê-los-ia para a mesma realidade, o que não é bem assim, como podemos verificar ao longo do trabalho. Reproduzimos o ambiente vivido nas escolas, mostramos os meandros destas, as dificuldades sentidas e a relação destas com a família, destacando o papel do diretor de turma, como elo de ligação entre as duas entidades. Retratamos o meu percurso profissional, o que de melhor e o que de menos bom aconteceu, durante vinte e dois anos na docência, os meus desabafos, as minhas críticas e as minhas reflexões sobre esta apaixonante atividade. A este relatório dei o nome de A DIFÍCIL ARTE DE SER PROFESSOR porque, durante este meu percurso profissional, houve momentos penosos, o estar longe da família e a própria avaliação a que fui sujeita, que não foram fáceis de ultrapassar, no entanto, sempre procurei desempenhar o meu papel o melhor que me foi possível. As escolas / agrupamentos e consequentemente os seus elementos tendem a gerar estratégias de sobrevivência, depois de “apanhados nesta teia de políticas, de conflitos e contradições” (Azevedo, 2011, p.83).
Data do prémio2013
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorCélia Ribeiro (Supervisor)

Keywords

  • Supervisão pedagógica
  • Avaliação docente
  • Percurso profissional
  • Escola
  • Professores

Designação

  • Mestrado em Ciências da Educação

Citação

'