A elasticidade dos limites legais no discurso mediático humorístico

  • Marta Sitú Antunes Branco Martins (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O Direito e as Ciências da Comunicação caminham lado a lado. Ambos se inserem, ditam e regulam a sociedade. No entanto, no que toca ao tema do discurso mediático humorístico no campo do Direito, as dúvidas ainda são muitas. Como pode ser regulado sem implicar restrições à liberdade de expressão, mas sem permitir abusos na esfera dos alvos do discurso? Nesta investigação propusemos, em primeiro lugar, a investigação dos dois campos em separado, fazendo uma teorização das temáticas relevantes para o método investigativo que iríamos utilizar. E em segundo, conduzimos uma investigação prática, analisando a forma como o discurso jurídico se posiciona em relação ao discurso mediático humorístico. Para isso, e com recurso a instrumentos de Análise Discursiva, estudámos duas decisões de cariz jurídico referentes a textos de discurso humorístico. A partir desta análise fomos capazes de identificar pontos semelhantes nas quais as decisões se encoraram: a mensagem e a interpretação da mensagem do discurso mediático humorístico. Embora as decisões selecionadas difiram na sua resolução, ambas se encoram na forma como o público é capaz de receber o humor. Não existe uma resposta única, final e totalmente consensual quanto à problemática. Mais, qualquer um dos textos que nos serviu de base é passível de discordância. Mas para haver discordância é necessário que existam reflexões teórico-práticas sobre esta temática social tão atual e foi precisamente isso que nos levou à realização desta dissertação.
Data do prémio3 jun 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorRita Faria (Supervisor)

Keywords

  • Humor
  • Direito
  • Discurso
  • Análise discursiva
  • Liberdade de expressão
  • Discurso mediático

Designação

  • Mestrado em Ciências da Comunicação

Citação

'