A Família como um bem social primário : uma leitura a partir do Relatório Final do Sínodo dos Bispos de 2015 e da Exortação Apostólica Amoris Laetitia
: reflexos na abordagem didática da unidade letiva “Família comunidade de amor” que integra o programa da disciplina de Educação Moral Religiosa Católica do 5.º ano do ensino básico

  • Maria Adelaide Ribeiro Machado (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Nos dias de hoje a instituição familiar apresenta-se como um mosaico caleidoscópico, tantas são as formas que a família pode assumir e as transformações a que uma mesma família pode estar sujeita ao longo do tempo. Se alguns veem nesta natureza algo fluída, o seu crepúsculo, outros, pelo contrário, encaram-na como um reflexo das mudanças que ocorrem na sociedade e às quais a família se vai adaptando, quer assumindo formas novas, quer redefinindo as relações que ocorrem no seu interior. Para o Cristianismo a família, na atualidade, vive perante ameaças que têm origem em diferentes quadrantes: o individualismo que desvirtua as relações familiares, o ritmo de vida, a organização social e laboral, a realidade socioeconómica, o abandono da instituição familiar por parte daqueles que têm a responsabilidade pelas instituições e, até, a desconstrução da família no plano jurídico que é vivida em alguns países. Não obstante, não se deve cair na tentação de pensar que o enfraquecimento da família beneficie a sociedade. É este o pressuposto que se encontra subjacente ao Relatório Final do Sínodo dos Bispos de 2015 e à Exortação Apostólica Amoris Laetitia .Os dois textos apresentam a família, nomeadamente a família cristã, como um bem social primário, porque no seio da família cristã se vive uma dimensão afetiva baseada na gratuitidade do amor que, ao ser eleito como princípio de ação do indivíduo, se objetiva numa vocação em cuidar do outro, fundamental para a construção do bem comum. É um mundo novo aquele que é possível pela replicação do estilo de vida que deve ser vivido no interior da família cristã. Por isso, quando a luz cai, a família torna-se no candelabro que ilumina o caminho que nos poderá proteger dos lugares de sofrimento e que poderá tornar possível um mundo novo. Ao nível da prática pedagógica existiu uma intenção vincada de orientar os alunos para a importância da família na construção do bem comum, o que significou uma releitura do programa da disciplina de EMRC Foi, por isso, um outro olhar sobre a minha atuação enquanto professora. Um olhar que se veio juntar àqueles que já tive e que, acrescento, ainda hei de ter, porque ensinar, é uma festa que nunca poderá terminar.
Data do prémio10 nov 2020
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorMaria Isabel Pereira Varanda (Supervisor)

Keywords

  • Família
  • Família cristã
  • Bem social primário
  • Bem-comum
  • Educação

Designação

  • Mestrado em Ciências Religiosas

Citação

'