A obra azulejar de Jorge Rey Colaço (1862-1942) em Portugal

  • Cláudia Emanuel Franco dos Santos (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Jorge Colaço (1868-1942) foi um notável artista multifacetado na primeira metade do século XX. Nasceu em Tânger no seio de uma família de artistas, o que lhe permitiu fazer escolhas artísticas pouco comuns para a época: não seguiu a via académica, a opção mais natural, no seu contexto socioeconómico, mas sim, frequentou ateliers de artistas de renome em Madrid e em Paris. Foi um exímio ilustrador e caricaturista, tendo dirigido um suplemento humorístico do jornal O Século (1897-1903). Para além disso, fundou, foi diretor e realizou obra artística para vários jornais e revistas. Foi ainda pintor a óleo, tendo recebido várias medalhas durante o seu percurso artístico. Na viragem do século experimentou um novo suporte para as suas pinturas, o azulejo, sobre o qual produziu painéis, ainda hoje considerados como obras primas nacionais. Inicialmente trabalhou na Fábrica de Sacavém, onde permaneceu até 1923, data em que passou para a Fábrica Lusitânia em Lisboa. Como pintor de azulejos, pintou segundo a técnica tradicional, as técnicas da estampilha, estamparia, corda seca, serigrafia. Mas principalmente inovou, ao pintar sobre vidrado já cozido. O uso desta técnica foi comprovado através de técnicas instrumentais que se impunha realizar tendo em conta, quer o caracter inovador, quer as dúvidas que permaneciam sobre o seu uso pelo artista. A sua obra tinha como lema de base «Portugal», todavia as temáticas que desenvolveu foram diversificadas: desde cenas históricas, a cenas de carácter militar, histórico, cenas etnográficas (rurais e piscatórias), entre outras. Na maioria das vezes fruto da sua imaginação, ou inspiravas em episódios da literatura camoniana e de outros escritores e artistas. Partindo de centenas de estudos em aguarela, que o artista elaborava de forma irrepreensível, o artista executou quase um milhar de painéis. Neste trabalho inventariámos a sua obra em Portugal continental e insular e, ao fazê-lo, percorremos a sua jornada pela vida.
Data do prémio25 mar 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorEduarda Vieira (Supervisor) & João Manuel Mimoso (Co-Orientador)

Keywords

  • Jorge Colaço
  • Estudos
  • Azulejos
  • Técnicas
  • Temáticas
  • Inventário

Designação

  • Doutoramento em Estudos de Património

Citação

'