A percepção do contexto de sala de aula, as emoções académicas e a motivação para a aprendizagem na disciplina de matemática

  • Ana Sofia Monteiro Costa Bastos (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Nas últimas décadas, um crescente corpo de investigação tem procurado compreender o papel das emoções na educação. O presente estudo tem como principal objectivo investigar as relações entre a percepção dos alunos do contexto de sala de aula, as emoções académicas e a motivação para a aprendizagem. A nossa abordagem propõe incluir dimensões específicas da sala de aula, as emoções discretas: alegria, orgulho, raiva, ansiedade, vergonha, desesperança e aborrecimento (de modo a transpor a tradicional valência dicotómica positiva-negativa) e a motivação dos alunos, através de uma análise das suas orientações para os objectivos de realização. Foram aplicados como instrumentos, o Inventário de Processos de Sala de Aula (IPSA; Bastos, Barbosa, Oliveira & Dias, 2009), o Questionários de Emoções Académicas (original: AEQ-M, Pekrun, Goetz & Frenzel, 2005) e o Questionário de Objectivos de Realização (original: Personal Achievement Goal Orientations, Midgley et al, 2000). Assim, numa amostra de 405 alunos do 2º ciclo do Ensino Básico, este estudo quantitativo permitiu concluir que as emoções vivenciadas na sala de aula e a motivação para a aprendizagem variam em função do género, da idade e das habilitações dos pais. Compreendemos que a percepção de determinadas dimensões do contexto de sala de aula desencadeia certas emoções discretas, se relacionam com o tipo de orientação para os objectivos de realização, e têm impacto no desempenho académico.
Data do prémio26 out 2011
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorPaulo César Dias (Supervisor)

Keywords

  • Contexto de sala de aula
  • Emoções académicas
  • Objectivos de mestria
  • Objectivos de desempenho

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'