A relação entre sensibilidade, modulação e variabilidade da dor, e desempenho cognitivo na Fibromialgia

Título traduzido da tese: Relations between pain sensitivity, modulation and variability, and cognitive performance in Fibromyalgia
  • Rafael Leal Teodoro (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Os estudos sobre dor deparam-se com as dificuldades inerentes ao facto de esta ser uma experiência complexa, subjetiva e difícil de medir. O Focused Analgesia Selection Test ( FAST) foi desenvolvido com o objetivo de melhorar a avaliação da dor, através do estudo da variabilidade nos relatos de dor. No entanto, continuam por esclarecer as razões das diferenças no desempenho neste paradigma e os mecanismos cognitivos subjacentes. O presente estudo tem como objetivo estudar a relação entre variabilidade, sensibilidade e modulação da dor e a importância das funções executivas nestes mecanismos. Foram estudadas 29 participantes com Fibromialgia e 15 participantes saudáveis através de uma tarefa de avaliação de funções executivas, o Teste do Stroop, e um protocolo de avaliação de dor que incluiu a variabilidade, medida através do FAST a sensibilidade, medida através de limiares de diferentes modalidades (elétrica, térmica e pressão) e tolerância térmica, assim como a modulação medida através do Paradigma da Dor Condicionada e da Somação Temporal. Foram ainda avaliadas características clínicas, através do Inventário Resumido da Dor, Questionário de Impacto da Fibromialgia, FACIT, Escala Hospitalar de Depressão e Ansiedade e Questionário de Estado de Saúde. Os resultados mostraram que as participantes com Fibromialgia, apesar de apresentarem maior sensibilidade à dor revelavam uma menor variabilidade nos relatos de dor, ou seja, eram mais precisas na avaliação da dor, do que as participantes do grupo de controlo, e que esta variabilidade não se relacionava com a sensibilidade e modulação. Ao nível cognitivo, a tarefa de funções executivas utilizada não detetou diferenças sistemáticas entre os grupos ou mecanismos de dor. A variabilidade nos relatos de dor parece constituir uma competência específica que poderá estar relacionada com a exposição prolongada à dor e não com a sensibilidade e modulação. São necessários mais estudos para investigar o papel das funções executivas nesta competência.
Data do prémio18 nov. 2020
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorRita Canaipa (Supervisor)

Keywords

  • Avaliação da dor
  • Variabilidade da dor
  • Sensibilidade à dor
  • Modulação da dor
  • Funções executivas

Designação

  • Mestrado em Neuropsicologia

Citação

'