Abordagens terapêuticas da mucosite oral induzida por tratamento anti-neoplásico na população pediátrica
: uma revisão sistemática

  • Maria Francisca Pinto Marvão Santos (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Introdução: As crianças submetidas a tratamento antineoplásico manifestam diversos efeitos colaterais devido á intensidade e continuidade dos tratamentos. A mucosite oral é uma das lesões inflamatórias mais prevalentes e dolorosas encontradas nesta população, divide-se em estágios que têm por base a evolução clínica dos pacientes. Há diversas opções terapêuticas, como o reforço na higienização oral, a crioterapia, a terapia com laser de baixa intensidade e medicinas alternativas, ainda que careçam de suporte científico. O objetivo desta revisão sistemática foi definir o grau de evidência destas medidas no controlo da MO. Materiais e métodos: A presente revisão sistemática teve por base as guidelines PRISMA, tendo-se efetuado uma pesquisa nas bases de dados PubMed/MEDLINE®, Embase e literatura cinzenta, nomeadamente NICE e a TRIAL. De acordo com a questão de investigação e critérios de seleção, foram selecionados os artigos realizados nos últimos 20 anos, em população menor de 18 anos, que estiveram ou estavam expostos a tratamento antineoplásico. A pesquisa e triagem dos artigos foi realizada por duas revisoras independentes e a qualidade dos estudos foi avaliada através da Newscastle-Ottawa scale.
Resultados: Após a combinação dos termos de pesquisa obteve-se um total de 11693 artigos, após aplicação dos respetivos filtros obteve-se um total de 281. Foi realizada uma primeira leitura dos títulos e abstracts resultando em 23 artigos. Estes foram analisados por leitura integral, eliminando-se 17 artigos. Os restantes 6 artigos integraram a presente revisão sistemática. Conclusão: Existem diversas terapias disponíveis na prevenção e tratamento da MO, no entanto, não há evidências conclusivas da sua eficácia para estabelecer protocolos clínicos precisos. Conclui-se que, em específico, o laser de baixa intensidade, a palifermina e a andibora demonstraram um efeito preventivo no desenvolvimento, diminuição e, por vezes, eliminação da sintomatologia.
Data do prémio19 jul 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorPatrícia Nunes Correia (Supervisor) & Raquel Silva (Co-Orientador)

Keywords

  • Mucosite oral
  • Pediátrico
  • Quimioterapia
  • Radioterapia
  • Cancro

Designação

  • Mestrado em Medicina Dentária

Citação

'