Acesso à informação, preocupações, mitos e verdades sobre segurança alimentar durante a pandemia de covid-19
: estudo de caso em Portugal

  • Marcela Coelho de Lemos (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A pandemia de COVID-19 levantou uma série de questões acerca do comportamento do vírus SARS-CoV-2, principalmente relacionadas com a forma de prevenção e transmissão, havendo crescente preocupação com a possibilidade de contágio através dos alimentos. Além disso, foi também verificado o aumento da circulação de informações sobre o vírus pelos media e na população, o que poderá ter determinado hábitos e comportamentos sem que necessariamente tivesse havido validação da informação. Neste contexto, foi objetivo do presente trabalho identificar as principais dúvidas da população portuguesa em relação à segurança alimentar durante a primeira vaga da pandemia de COVID-19, bem como verificar de que forma estas foram esclarecidas e como as informações relativas à transmissão e prevenção da infeção por SARS-CoV-2 influenciaram os hábitos e comportamentos da população estudada. Para isso, foi desenvolvido um inquérito constituído por questões para recolha de dados sociodemográficos da população estudada e questões para avaliar as dúvidas, os meios de esclarecimento, os hábitos, os comportamentos e os mitos e verdades sobre COVID-19. O inquérito foi disponibilizado online durante os meses de junho e outubro de 2020 e os resultados obtidos foram analisados com recurso ao software IBM® SPSS® versão 27.0 com geração de tabelas de frequência e testes de associação de variáveis adequados. Com base na análise dos resultados, identificaram-se como principais dúvidas dos participantes no inquérito aspetos relacionados com a manipulação dos alimentos e possibilidade de transmissão de SARS-CoV-2 pelos alimentos. Maioritariamente, as dúvidas foram esclarecidas através da televisão e consulta de materiais divulgados por fontes oficiais. Além disso, foi referido um aumento da frequência da lavagem e desinfeção das mãos antes e após a arrumação das compras, desinfeção do ambiente de preparação dos alimentos, assim como maior preocupação com a embalagem dos produtos e durabilidade em comparação com o período anterior à pandemia. Em relação aos mitos e verdades disseminados sobre COVID-19 durante a primeira vaga da pandemia, foi possível observar que a maioria dos participantes disseram concordar com as verdades e discordar dos mitos, o que parece indicar que a população participante no estudo foi capaz de identificar as informações incorretas e adotar os comportamentos mais adequados, à luz do conhecimento atual.
Data do prémio24 jan 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorPaula Teixeira (Supervisor) & Rui Leandro Maia (Co-Orientador)

Keywords

  • Comunicação
  • COVID-19
  • Hábitos de consumo
  • Segurança alimentar

Designação

  • Mestrado em Microbiologia Aplicada

Citação

'