Adaptação de uma escala de Phubbing para a população portuguesa

  • Beatriz Reis Silva (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Ao longo da vida, o ser humano desenvolve e constrói relações interpessoais distintas em diferentes contextos, visto que se trata de um ser que se encontra sempre na procura deformas de se tornar socialmente ativo e de um sentido de pertença. Os autores têm procurado desenvolver instrumentos que sirvam para avaliar o Phubbing, que diz respeito ao facto de uma pessoa utilizar/olhar para o seu telemóvel durante uma interação real como grupo de amigos/família/companheiro. Este estudo tem como principais objetivos: (1)Adaptar e validar a Phubbing Scale (PS) para a população portuguesa; (2) Estabelecer avalidade convergente com outras escalas (Partner Scale e Nomophobia Questionnaire);(3) Estabelecer diferenças e/ou relações entre as variáveis sociodemográficas e variáveisrelacionadas com o tempo de utilização do telemóvel e o Phubbing. A versão portuguesa da Phubbing Scale manteve o número de itens e fatores, contudo, distribuídos de formadiferente da versão original. As correlações obtidas pela escala com outros instrumentos asseguram a validade convergente. Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas da Phubbing Scale relacionadas com as variáveis sociodemográficas(género, estatuto profissional, ter filhos e idade) e com algumas variáveis de utilização dotelemóvel (minutos de utilização do telemóvel por dia).
Data do prémio19 jan 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorÂngela Leite (Supervisor)

Keywords

  • Partner scale
  • Phubbing
  • População portuguesa
  • Nomophobia questionnaire
  • Relações interpessoais
  • Telemóvel

Designação

  • Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde

Citação

'