Análise da posição de implantes colocados com guia cirúrgica computorizada
: comparação entre a posição planeada e a final

  • Sandro Filipe Choupina Lopes (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Introdução: Um dos requisitos primordiais para um fluxo de trabalho digital no planeamento de colocação de implantes, é fazer um levantamento imagiológico correto das estruturas maxilo-faciais, neste caso a tomografia computorizada de feixe cónico necessária para utilização na avaliação pré e pós-cirúrgica dos pacientes. Para complementar este planeamento é um elemento fundamental a impressão da arcada dentária do paciente para isso recorremos a um scanner intraoral. A utilização de guias cirúrgicas computorizadas permite então colocar os implantes proteticamente guiados e com um grau de precisão muito elevado. Uma guia cirúrgica para colocação de implantes é definida como uma férula/guia utilizada para auxiliar na correta colocação cirúrgica e angulação de implantes dentários. Objetivo: O objetivo deste estudo foi analisar a posição 3D de implantes Straumann TLX® e BLX® colocados na Clínica Dentária Universitária da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade Católica Portuguesa através de cirurgia estática guiada por computador e comparar com a planificação digital efetuada. Materiais e métodos: Foram utilizadas guias estáticas dento e muco-suportadas para a colocação dos implantes dentários, com dois métodos de colocação, o totalmente guiado e com broca piloto. Para calcular os desvios, as impressões digitais com scanbodies pós-operatórias dos implantes dentários foram sobrepostas ao planeamento pré-operatório, com recurso ao add-on “Treatment Evaluation” do programa coDiagnostiX® foi usado para avaliar a precisão das localizações dos implantes. Resultados: Foram analisados 36 implantes. Os desvios angulares (ombro e ápice) apresentaram valores medianos de 4,4°e 1,7º respetivamente, já os valores de desvios 3D (ombro e ápice) de 1,14 e 1,81 respetivamente. Diferenças estatisticamente significativas foram encontradas em 8 dos nove parâmetros medidos (p < 0,05). Conclusão: Neste estudo a abordagem guiada para a colocação de implantes sugeriu que as regiões apicais estão mais propensas a apresentarem desvios, nomeadamente nos sentidos vestibulolingual e mesiodistal, verificou-se um desvio angular de 4.40º e valores de 1,04mm e 1,70mm de deslocamento 3D no ombro e ápice do implante comparando-o com o planeamento pré-cirúrgico.
Data do prémio15 jul 2022
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAndré Ricardo Maia Correia (Supervisor) & Tiago Marques (Co-Orientador)

Keywords

  • Cirurgia assistida por computador
  • Implantes dentários
  • Tomografia computorizada por feixe cónico
  • Estudos comparativos
  • Estudos retrospetivos

Designação

  • Mestrado em Medicina Dentária

Citação

'