Anterior limb of internal capsule stimulation in obsessive-compulsive disorder
: how it affects decision-making under risk and ambiguity

  • Maria Silva Graça Monteiro (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Objetivo: Os processos de tomada de decisão são uma das bases da condição humana,todos os dias somos confrontados com situações em que temos de tomar uma decisão, e,por vezes, os resultados dessas decisões são imprevisíveis e envolvem algum risco.Desequilíbrios nestes processos de tomada de decisão podem levar a perturbaçõespsiquiátricas. É consensual que um dos maiores sintomas da perturbação obsessivocompulsiva (POC) é a presença de dúvida, e, como tal, uma aversão a comportamentos esituações arriscadas; alguns autores chegam a considerar a POC como uma perturbaçãoda tomada de decisão. Este estudo pretende compreender o impacto de um tratamento,baseado na estimulação crónica da parte anterior da cápsula interna (ALIC), a estimulaçãocerebral profunda (DBS), no perfil de tomada de decisão perante a ambiguidade e o riscoem pacientes com POC.Participantes e método: Três pacientes com POC com DBS instalada foramemparelhados com pacientes com POC e controlos saudáveis. Foram realizadas duastarefas comportamentais, a Risky Choice or Sure Amount of Money e a Iowa GamblingTask, tanto na condição ON como na condição OFF nos pacientes com DBS. Durante operíodo de espera entre condições, os participantes completaram as Matrizes Progressivasde Raven e responderam ao Inventário de Riscos do Dia-a-dia. Antes de realizarem astarefas comportamentais, tanto na primeira, como na segunda vez, foi aplicada a escalaSubjective Units of Disturbance. Os controlos POC e os controlos saudáveis tambémrepetiram a realização das tarefas comportamentais. Todos os pacientes realizaramtambém a Yale-Brown Obsessive-Compulsive Scale.Resultados: Os pacientes com DBS demonstraram um perfil menos averso ao riscoperante a ambiguidade, quando a DBS estava ligada, em comparação com a DBSdesligada (IGTON< IGTOFF). Adicionalmente, os pacientes com DBS demonstraramum perfil menos averso ao risco perante o risco, em comparação com os seus controloscom POC (RCSAMDBS>RCSAMOCD). Por último, os pacientes com DBS, mostraram o mesmo perfil de tomada de decisão perante o risco, do que os seus controlos saudáveis (RCSAMDBS = RCSAMDBS). Conclusão: A estimulação do ALIC, nos pacientes com POC, torna-os menos aversos ao risco perante a ambiguidade. Adicionalmente, a estimulação deste núcleo alvo torna os pacientes menos aversos ao risco, quando comparados com pacientes POC. Por último,os pacientes com DBS parecem capazes de tomar os mesmo riscos que os seus controlossaudáveis.
Data do prémio20 jul 2020
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorFilipa Ribeiro (Supervisor) & Frederico Simões do Couto (Co-Orientador)

Keywords

  • Perturbação obsessivo-compulsiva
  • Estimulação cerebral profunda
  • Tomada de decisão perante a ambiguidade
  • Tomada de decisão perante o risco

Designação

  • Mestrado em Neuropsicologia

Citação

'