Caracterização biológica dos materiais derivados do osso de choco para aplicação em endodontia

  • Maria Teresa Ribeiro Fortuna (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

O osso de choco tem dois componentes principais, o escudo dorsal e matriz lamelar, sendo que esta última é constituída essencialmente por aragonite. A aragonite pode ser convertida hidrotermalmente em fosfatos de cálcio. Os fosfatos de cálcio são utilizados como materiais de enxerto ósseo ou adicionados a materiais dentários, por apresentarem semelhança química com a fase mineral do osso natural e da estrutura dentária. O osso de choco associado a biovidros favorece as respostas biológicas e aumenta a resistência deste material. Este trabalho tem como objetivo avaliar as propriedades antimicrobianas e citotóxicas de osso de choco associado a biovidros, de forma a selecionar o material de medicação intra-canalar com maior potencial de aplicação em endodontia. Protocolos de viabilidade celular e propriedades antimicrobianas contra Candida albicans, foram elaborados e testados. Foi percetível uma inibição do crescimento de C. albicans eficaz para a associação osso de choco e biovidros. Tanto o osso de choco como biovidros registam valores de viabilidade superiores a 70%. A aplicação deste tipo de material é promissora na área da endodontia, e por isso, é necessário aprimorar as propriedades antibacterianas, tendo como opção a incorporação de iões e a realização de ensaios para Enterococcus faecalis.
Data do prémio22 jul 2021
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAna Sofia Duarte (Supervisor) & Rita Noites (Co-Orientador)

Keywords

  • Osso de choco
  • Biovidros
  • Endodontia
  • Medicação intra-canalar
  • Citotoxicidade
  • Antimicroabiano

Designação

  • Mestrado em Medicina Dentária

Citação

'