Characterization of environmental and clinical antibiotic-resistant Escherichia coli isolates

  • Daniel Fernandes Magalhães Filipe (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

A rápida disseminação de resistência a antibióticos entre bactérias patogénicas humanas tem sido uma problemática de saúde pública global, em expansão nas últimas décadas. Os genes de resistência a antibióticos encontrados em bactérias patogénicas clínicas não são o único motivo de preocupação. Também as bactérias comensais e ambientais podem transportar genes de resistência, por vezes disseminados através de processos de transferência horizontal de genes, mediados por elementos genéticos móveis, em combinação com seleção. O processo de conjugação é o mecanismo de transferência horizontal de genes que se considera ser o mais relevante na disseminação da resistência a antibióticos. Pensa-se que a disseminação de genes de resistência possa ser intensificada na presença de diversas substâncias como sais de metais ou antibióticos. Conhecer as condições em que a mobilização pode ser estimulada é crucial para poder controlar a disseminação. Este estudo teve como objetivo comparar isolados de Escherichia coli de amostras clínicas e de águas residual e de superfície (n = 52), de modo a avaliar se os perfis de resistência eram dependentes da origem. Um segundo objetivo foi o de compreender se a taxa e perfil de transferência de genes de resistência a antibióticos diferia consoante a temperatura de conjugação. O trabalho envolveu caracterização fenotípica, genotípica e pesquisa de genes de resistência, bem como ensaios de conjugação entre uma estirpe resistente a carbapenemos e uma receptora de referência. Especificamente, foi determinada a suscetibilidade a diferentes classes de antibióticos pelo método de difusão em disco, foi realizada a deteção por PCR de genes de resistência a antibióticos e de tipos de replicões presentes em plasmídeos. Nos ensaios de conjugação, testaram-se diferentes temperaturas (25, 28, 35 e 40ºC), os transconjugados foram selecionados na presença de azida e ceftazidima, analisados por genotipagem para verificar a sua autenticidade e caracterizados para a presença de determinantes genéticos específicos. A caracterização genotípica e fenotípica de isolados presumivelmente identificados como E. coli não revelou diferenças significativas (p>0.05) entre isolados ambientais e clínicos, com a exceção da prevalência de plasmídeos de replicão do tipo IncF, significativamente (p0.05) a diferentes temperaturas. A transmissão do plasmídeo de replicão tipo IncN e que continha o gene blaKPC foi observada em todos os transconjugantes analisados. No entanto, a transmissão do replicão do tipo FIB foi mais elevada a temperaturas de conjugação de 35 e 40ºC do que a 25 e 28ºC.
Data do prémio27 jan. 2023
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorCélia Manaia (Supervisor) & Ana Catarina Morouço Ferreira (Co-Orientador)

Keywords

  • Escherichia coli
  • Resistência a antibióticos
  • Carbapenemos
  • Temperatura
  • Taxa de conjugação

Designação

  • Mestrado em Microbiologia Aplicada

Citação

'