Choosing a minister in Portugal
: the factors that determined ministerial selection in Prime Minister’s António Costa first government in 2015

  • Carlos Daniel Casais Martins (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Esta dissertação discute e analisa os fundamentos da teoria do principal agente na seleção ministerial e os fatores que podem ter influenciado António Costa, o Primeiro-Ministro português, no processo de seleção para o seu primeiro governo, em 2015. Usando um conjunto de dados composto por 40 indivíduos, dos quais 17 são ministros selecionados e 23 são pessoas nomeadas pela comunicação social e comentadores políticos, analisamos quais os fatores que tiveram mais influência na probabilidade de ser selecionado para um cargo ministerial. As observações foram analisadas e discutidas, em primeiro lugar, pela sua distribuição entre os grupos selecionados e não selecionados para cada variável e, em segundo lugar, pelos resultados de um conjunto de regressões probit. Os resultados sugerem que ter experiência como Secretário de Estado aumenta a probabilidade de ser selecionado como ministro, assim como ser do sexo masculino e ter um grau académico mais elevado, principalmente um doutoramento. Além disso, a experiência política em geral tem um impacto positivo na probabilidade de ser selecionado.
Data do prémio6 jul. 2023
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorCarlos Eduardo Soares de Seixas (Supervisor)

Keywords

  • Ministro
  • Primeiro-Ministro
  • Seleção
  • Governo

Designação

  • Mestrado em Gestão

Citação

'