Community development in coworking spaces

  • Simone Franke (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Um mercado de trabalho multinacional em mutação, aliado à situações de pandemia atual levou a que os espaços de escritórios móveis e partilhados fossem mais procurados que nunca. To explore Lisbon's coworking (CW) communities to find out the most beneficial resources to develop them should support flexible work practices worldwide. Com esta investigação propusemo-nos a explorar as comunidades de Coworking (CW) de Lisboa para descobrir quais os recursos mais benéficos para as desenvolver e para apoiar práticas de trabalho flexível em todo o mundo. Os objetivos desta pesquisa são: 1) procurar uma definição clara de Coworking e redes; 2) compreender o papel do capital social, da colaboração e da liderança organizacional dentro das comunidades de Coworking; 3) identificar fatores comunitários, motivações e preferências dos utilizadores que permitam aos líderes empresariais e clientes tomar as decisões mais adequadas aos seus contextos únicos.Assim, o tema foi abordado partindo de uma perspetiva mais ampla para uma perspetiva mais específica, que inclui teorias sociais, de rede e de liderança de autores como Bourdieu (1986), Putnam (1993; 1995), Latour (1996; 2005) e Goleman (2000;2004), bem como estudos recentes sobre Coworking de Gandini (2015), Weijs-Perrée et al. (2019), Orel & Dvoulety (2020) entre outros. Após analisar exemplos de estudos de caso, descobriram-se as principais motivações e ferramentas dos profissionais que trabalham nestes locais hibridizados. Com base nas oportunidades identificadas, foram desenvolvidas sugestões para desenvolver comunidades de Coworking e as suas performances sociais. Após considerar a diversidade das possibilidades de abordagem científica, definiu-se que a parte empírica se insere no campo do interpretivismo, utilizando uma metodologia mista: foi realizado um inquérito a 102 profissionais de CW de Lisboa, seguido de entrevistas semiestruturadas a especialistas - 9 anfitriões e/ou gestores comunitários. Os conceitos de redes colaborativas, inovação e estruturas de liderança destacaram-se como sendo o foco do trabalho. Com a informação obtida pretende-se chegar a resultados úteis e credíveis, que permitam descobrir novas oportunidades para implementação nos espaços comunitários. A identificação de motivações e preferências dos utilizadores pode ser vista como uma contribuição para as teorias já aplicadas e como extensão dos estudos de casos como os apresentados por Back & Josef (2016), Fuzi (2015), ou Kyrö & Arto (2015). Uma vez que os resultados não podem ser analisados especificamente no que diz respeito a instalações de CW, ficam lançadas as bases para futuras investigações.
Data do prémio12 mai. 2021
Idioma originalEnglish
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorMariana Victorino (Supervisor)

Keywords

  • Coworking
  • Desenvolvimento de comunidades
  • Redes
  • Colaboração
  • Liderança organizacional

Designação

  • Mestrado em Ciências da Comunicação

Citação

'