Compreender a polivalência em contexto organizacional
: contributos da psicologia do trabalho

  • Raquel Maria Carvalho de Pinho Nascimento Magalhães (Aluno)

Tese do aluno

Resumo

Nos dias que correm, encontramo-nos numa lógica claramente pós-taylorista, em que maioria das organizações recorre a uma estratégia de polivalência organizacional, onde a competitividade depende não só das novas tecnologias, mas principalmente das capacidades especificamente humanas (Kóvacs, 2005). A polivalência é definida como a multiplicação da habilidade humana através do conhecimento e da capacidade de interagir e executar um elevado número de funções (Balsamo, 2001). O presente estudo de caso centrou-se na compreensão das representações dos colaboradores e dos Gestores de Recursos Humanos quanto ao papel da polivalência desenvolvida numa organização. Para isso, constituiu-se um grupo de participantes, quatro Gestores de RH e cinco colaboradores de diferentes departamentos. As suas idades estão compreendidas entre os 27 e os 54 anos. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas cujo guião foi construído a partir da observação participante decorrida ao longo do estágio curricular e das notas de campo recolhidas. O tratamento dos dados realizou-se através do software Nvivo 9, que permitiu identificar três categorias de primeira ordem: 1) Caraterísticas da Organização, 2) Relações com o contexto de trabalho e 3) Polivalência. Os resultados do estudo permitiram-nos perceber que todos os participantes consideram a implementação da polivalência uma ação positiva, quer para os colaboradores, quer para a organização. No entanto, é importante salientar que revelaram mais fatores de insatisfação no que concerne ao contexto de trabalho do que fatores de satisfação. Deste modo, podemos concluir que os colaboradores encaram a polivalência como uma atitude necessária que estão dispostos a adotar, enquanto os Gestores de RH consideram a polivalência como uma estratégia de desenvolvimento. Por fim, para futuras investigações seria pertinente estudar de que modo a polivalência influencia a saúde dos colaboradores, de forma a tentar avaliar o nível de cansaço sentido por estes, tendo sempre em consideração a ergonomia e a qualidade de vida fora do trabalho.
Data do prémio7 set. 2012
Idioma originalPortuguese
Instituição de premiação
  • Universidade Católica Portuguesa
SupervisorAntónio Manuel Fonseca (Supervisor) & Eduardo Oliveira (Co-Orientador)

Designação

  • Mestrado em Psicologia

Citação

'